PT // EN // ES      

COMUNICAÇÕES

Hotéis socialmente responsáveis

O Hotel das Salinas e o Hotel Aveiro Center, unidades hoteleiras do Grupo Albói, receberam pelo terceiro ano consecutivo o selo de Responsabilidade Social “We Share”, atribuído pela AHP – Associação de Hotelaria de Portugal, ao abrigo do Programa Hospes.


Este prémio reconhece o contributo no domínio da Responsabilidade Social, durante o ano de 2018. Ambos os hotéis doaram mobiliário, colchões e têxteis, que foram entregues à ADM Estrela – Associação Social e Desenvolvimento, uma Organização Não Governamental para Pessoas com Deficiência.


Entre 2013 e 2018, a AHP entregou, através da vertente de Responsabilidade Social do Programa HOSPES, mais de 87 mil bens e equipamentos a instituições de solidariedade social, dos quais 39.350 foram entregues durante o ano de 2018. Este número foi alcançado com a colaboração de 132 unidades hoteleiras cujos bens a AHP fez chegar a 62 instituições de solidariedade social com quem tem protocolo.


O Hotel das Salinas e o Hotel Aveiro Center, localizados no centro histórico de Aveiro, foram remodelados em 2016 e 2017, respetivamente, representando um bom exemplo da hoteleira de qualidade e socialmente responsável. São as únicas unidades hoteleiras em Aveiro com os selos “We Share”.

 

Ler mais

Natal no País das Maravilhas

“O Natal no País das Maravilhas” é o programa natalício que o Dolce Vita Ovar preparou para celebrar esta época mágica. A abertura oficial está marcada para o dia 1 de dezembro, domingo, com a sempre sonhada Chegada do Pai Natal e as atividades prolongam-se até 24 de dezembro com muitos espetáculos e ateliês.
No dia 1 de dezembro, às 16h, o Pai Natal chegará ao Dolce Vita Ovar e espalhará a magia do Natal: ouvindo os pedidos, tirando muitas fotografias e dando muitos abraços, numa produção da Associação Sonhos de Violeta. É verdade que o Pai Natal chega neste dia, mas a sua visita e presença está já garantida nos três fins-de-semana seguintes.

No dia 7 de dezembro, o ateliê de música “Oficina InstruNatal” com a Academia Fusa e no domingo, dia 8, o teatro infantil “A Girafa que Comia Estrelas”, produzida pela Atrapalharte, prometem fazer as delícias das crianças.


Já a 14 de dezembro, o ateliê “Natal de Chapéu na Mão”, conduzido pela especialista em figurinos, Cláudia Ribeiro, irá desafiar a criatividade dos participantes e o espetáculo de magia “Natal Mágico” que irá decorrer no domingo, dia 15, surpreenderá todas as famílias.


No último fim-de-semana antes do Natal, no dia 21 de Dezembro, decorrerá o ateliê “Casinha do Biscoito”, onde cada criança irá produzir a sua bolachinha de Natal e por fim os dias 22 e 24 de dezembro serão marcados com dois momentos musicais muitos especiais - o concerto de Natal “Orquestra de Sopros” e a “Orquestra Laminatal”, pela Academia Fusa, que irão recriar as melodias de Natal.


Com este “Natal do País das Maravilhas”, o Dolce Vita Ovar promete levar o espírito natalício a todos.


Abaixo encontram-se todos os horários, datas e espetáculos.


NATAL NO PAÍS DAS MARAVILHAS


Chegada do Pai Natal
1 de dezembro | 16h


Pai Natal
1, 7, 8, 14, 15, 21 e 22 e 24 (manhã) de dezembro | 11h-13h e 14h30-19h30.

Ateliê “Oficina InstruNatal”
7 de dezembro - 15h30-18h30

Peça de teatro “A Girafa que comia estrelas”
8 de dezembro - 16h

Ateliê “Natal de chapéu na mão”
14 de dezembro - 15h30-18h30

Espetáculo de magia “Natal Mágico”
15 de dezembro - 16h

Ateliê “Casinha do Biscoito”
21 de dezembro – 15h30-18h30

Concerto de Natal “Orquestra de Sopros”
22 de dezembro - 16h

Orquestra Laminatal
24 de dezembro - 11h

 

 

Ler mais

Portucalense com novo Reitor

No dia 14 de novembro, Sebastião Feyo de Azevedo assumiu funções como Reitor da Universidade Portucalense (UPT), nomeado pelo Conselho de Administração. Anteriormente, desempenhou as funções de Reitor da Universidade do Porto (2014-2018) e de Diretor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (2010-2014).

A sua carreira académica e científica está centrada nos domínios da Engenharia de Sistemas de Processos e das políticas do ensino superior, nomeadamente no quadro do processo de Bolonha.

Em 2013, a sua atividade científica internacional foi distinguida com a Medalha Dieter Behrens 2013 - o mais importante galardão da Federação Europeia de Engenharia Química -, como o “reconhecimento de uma contribuição substancial em nome da Federação para elevar o perfil do engenheiro químico na Europa ou em relação com a organização, gestão e desenvolvimento da atividade da Federação”. Em 2018, foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Sebastião José Cabral Feyo de Azevedo nasceu a 1 de junho de 1951 na cidade do Porto. É licenciado em Engenharia Química pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (1973) e doutorado pela Universidade do País de Gales (1982).

Para Armando Jorge de Carvalho, Presidente do Conselho de Administração da Universidade Portucalense, “esta nomeação representa para a UPT uma nova era para a instituição, pretendendo desde já antecipar os desafios que se desenham no ensino superior para a década 20/30, nomeadamente o desenvolvimento da investigação, a inovação pedagógica e a transformação do ensino superior face ao rápido desenvolvimento tecnológico previsto”.

Ler mais

OLI investe em energia limpa

A OLI concluiu um investimento de 500 mil euros, no âmbito da energia solar fotovoltaica, para produzir energia limpa e reforçar a sua competitividade.

A empresa, líder ibérica na produção de autoclismos, equipou a cobertura do seu complexo industrial, em Aveiro, com 2.700 painéis solares fotovoltaicos, numa área total de 5.400 metros quadrados, que representa uma potência global de mil Kwp (quilowattpico), visando o autoconsumo fotovoltaico.

Com uma atividade industrial intensa - a fábrica trabalha ininterruptamente 24 horas por dia, sete dias por semana -, estima-se que este investimento resulte na poupança anual de energia na ordem dos 16% e na redução da fatura em 150 mil euros.

Anualmente, o consumo de energia da OLI situa-se nos 8.5 milhões Kwh (quilowatt-hora). Destaque-se que em 2016, a empresa tinha já dado um passo importante, no domínio da sustentabilidade energética, com a conversão de toda a iluminação exterior e interior para lâmpadas LED.

Para António Oliveira, Presidente da OLI, esta aposta na eficiência, através da energia solar fotovoltaica, “é mais um investimento estratégico ao nível da sustentabilidade ambiental e da competitividade da empresa, que concorre cada vez mais com grandes ‘players’ mundiais. A inovação e a sustentabilidade orientam não só o desenvolvimento dos nossos produtos, mas também as práticas diárias, os processos e as infraestruturas, por isso estamos já a trabalhar em novos projetos para apresentar em 2020”.

 

 

 

Ler mais

Museu de Lamas tem nova identidade

O Museu de Lamas adotou uma nova identidade visual desenvolvida pela AD Communication, que reflete o novo ciclo da sua história, um ano depois de ter integrado a Rede Portuguesa de Museus (RPM).

A nova identidade visual inclui um novo logotipo, com linhas mais simples, em que a estilização do edifício, contruído nos anos 50 do século XX, assume particular destaque. Com esta evolução gráfica, o Museu de Lamas redefine o seu posicionamento e assume o objetivo de se transformar num centro cultural de referência, multidisciplinar, que alia futuro, tradição e memória.

“Este é um ponto de viragem na história do Museu e um novo marco na cronologia, quinze anos após o início da recuperação, reorganização e relançamento. Este é um edifício que alberga um espaço socialmente ativo, cultural e pedagogicamente relevante, pela evocação de histórias e estórias, contribuindo para aprofundar e divulgar, através do seu acervo e dinâmica interpretativa, o conhecimento do património artístico, científico, industrial, histórico e etnográfico local, municipal, regional, nacional e mesmo internacional”, explica Susana Ferreira, Diretora do Museu de Lamas.

A acompanhar esta nova dinâmica, está a apresentação da nova atividade “Restauro ao Vivo no Museu” que decorrerá entre julho e setembro. “O objetivo é oferecer experiências, conteúdos diferenciadores e oportunidades de aprendizagem e conhecimentos, aumentando assim a interação com o público e consciencializando para a preservação do espólio”, afirma Susana Ferreira.

Popularmente conhecido de “Museu da Cortiça”, o Museu de Lamas, fundado por Henrique Amorim (1902-1977), benemérito e industrial da cortiça, apresenta coleções de Arte Sacra, Estatuária Portuguesa, Etnografia, Ciências Naturais, Escultura em Cortiça/aglomerado de Cortiça e Arqueologia industrial.

 

Ler mais

Colégio de Lamas convida Keith Terry

No dia 1 de outubro, data em que se celebra o Dia Mundial da Música, o norte-americano Keith Terry estará em Portugal, para uma Masterclass de Música Corporal, entre as 9h e as 12h, no Colégio de Lamas, no concelho de Santa Maria da Feira.

Keith Terry é o pioneiro e a referência mundial da música corporal. Com mais de três décadas de carreira, Terry produziu vários trabalhos, destacando-se o livro/DVD, “Rhythm of Math”, que ensina às crianças conceitos matemáticos através da percussão corporal. É fundador e diretor artístico do International Body Music Festival (IBMF), um evento que explora as linguagens da música corporal nas mais diversas culturas.

As suas apresentações, palestras, residências e cursos já percorreram os quatro cantos do mundo, envolvendo alunos, artistas profissionais e educadores. Foi professor na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, onde ensinou sobre a relação entre a música e a dança: a escuta profunda, o tempo musical e a comunicação intercultural nas artes.

Ao longo do dia, Keith Terry irá conhecer o trabalho que o grupo de percussão do Colégio de Lamas, "Ritmare”, tem desenvolvido e os alunos terão oportunidade de aprender e partilhar experiências com a maior referência mundial da "body music".

 

Ler mais

Uma eco freguesia amiga das pessoas

A completar dois anos do mandato autárquico, a Junta de Freguesia de S. Salvador, de Ílhavo, presidida por João Campolargo, faz um balanço positivo da governação.  

“Crescemos no número de trabalhadores, crescemos nas respostas, na operacionalidade, na proximidade e na manutenção. Crescemos no número de espaços geridos, como o Mercado Municipal, o Parque de Merendas da Murteira, ou os Parques Geriátricos. Aumentámos o número de serviços prestados, com o Gabinete de Inserção Profissional, o apoio à execução do IRS, a oferta de mais informação do programa Q+ do Cemitério de Ílhavo e a sua presença online. Crescemos também na Responsabilidade Social com a inclusão de um elemento da Junta de Freguesia nas reuniões do Núcleo Local de Inserção, a integração de quatro novos trabalhadores a tempo indeterminado durante o ano de 2019 e a receção de estagiários de áreas sensíveis de formação com dificuldades formativas. Podemos dizer que estivemos mais perto de todos, ao longo destes dois anos de mandato”, afirma João Campolargo.

Ao nível do Ambiente e da Sustentabilidade, a Junta de Freguesia de S. Salvador é hoje uma eco freguesia. Destacam-se a inclusão de garagens nos contentores de resíduos sólidos urbanos, a execução de caixas para os eco pontos, a diminuição dos consumos de água no exercício das funções da Junta, as limpezas da via pública com rotinas programadas, a sensibilização através da fixação de mensagens em pendões na via pública, a eliminação de monos e lixos em berma, com a colocação de mensagens fortes de proibição, a manutenção de ervas curtas, para melhor identificar os lixos, e o combate às plantas invasoras, como a erva das pampas, entre outras.

Ao nível da Informação, a Junta de Freguesia investiu na organização digital dos arquivos, através da sua desmaterialização. Todas as reuniões do Executivo e da Assembleia foram digitalizadas e arquivadas no Arquivo Distrital de Aveiro e foram criados livros, com encadernação especial, para consulta na sede da Junta de Freguesia.

Ao nível do Desenvolvimento Económico-Social, investiu-se na atração de novos negócios e projetos para a freguesia. Recorreu-se a financiamentos com êxito, como o Programa Juntar, apostou-se no apoio à inserção profissional e apoio psicossocial, através do Gabinete de Inserção Profissional do IEFP, reforçou-se a cooperação com o Agrupamento de Escolas de Ílhavo. Fomentou-se as geminações, tendo a geminação de Ílhavo com a Fuseta resultado num livro.

“Ao longo destes dois anos, trabalhámos por uma terra em que as pessoas vivem com dignidade, qualidade e com oportunidades para crescer. Uma terra que respeita o meio ambiente, porque só de uma forma sustentável conseguimos usufruir da nossa magnífica natureza. Uma terra que faz da solidariedade uma prioridade e que está atenta e preparada para agir junto dos mais desfavorecidos. Uma terra que celebra, com alegria a vida, as tradições e a cultura, abrindo portas a tudo de bom o que o futuro e o desenvolvimento possam trazer. Uma terra que aposta na educação e formação das crianças, jovens, adultos e idosos, e em que as diferentes gerações convivem e geram riqueza cultural e afetiva. Uma terra dinâmica na qual os investidores apostam, gerando emprego e produzindo riqueza”, sublinha o autarca.

 

Ler mais