PT // EN // ES      

COMUNICAÇÕES

Uma eco freguesia amiga das pessoas

Uma eco freguesia amiga das pessoas

A completar dois anos do mandato autárquico, a Junta de Freguesia de S. Salvador, de Ílhavo, presidida por João Campolargo, faz um balanço positivo da governação.  

“Crescemos no número de trabalhadores, crescemos nas respostas, na operacionalidade, na proximidade e na manutenção. Crescemos no número de espaços geridos, como o Mercado Municipal, o Parque de Merendas da Murteira, ou os Parques Geriátricos. Aumentámos o número de serviços prestados, com o Gabinete de Inserção Profissional, o apoio à execução do IRS, a oferta de mais informação do programa Q+ do Cemitério de Ílhavo e a sua presença online. Crescemos também na Responsabilidade Social com a inclusão de um elemento da Junta de Freguesia nas reuniões do Núcleo Local de Inserção, a integração de quatro novos trabalhadores a tempo indeterminado durante o ano de 2019 e a receção de estagiários de áreas sensíveis de formação com dificuldades formativas. Podemos dizer que estivemos mais perto de todos, ao longo destes dois anos de mandato”, afirma João Campolargo.

Ao nível do Ambiente e da Sustentabilidade, a Junta de Freguesia de S. Salvador é hoje uma eco freguesia. Destacam-se a inclusão de garagens nos contentores de resíduos sólidos urbanos, a execução de caixas para os eco pontos, a diminuição dos consumos de água no exercício das funções da Junta, as limpezas da via pública com rotinas programadas, a sensibilização através da fixação de mensagens em pendões na via pública, a eliminação de monos e lixos em berma, com a colocação de mensagens fortes de proibição, a manutenção de ervas curtas, para melhor identificar os lixos, e o combate às plantas invasoras, como a erva das pampas, entre outras.

Ao nível da Informação, a Junta de Freguesia investiu na organização digital dos arquivos, através da sua desmaterialização. Todas as reuniões do Executivo e da Assembleia foram digitalizadas e arquivadas no Arquivo Distrital de Aveiro e foram criados livros, com encadernação especial, para consulta na sede da Junta de Freguesia.

Ao nível do Desenvolvimento Económico-Social, investiu-se na atração de novos negócios e projetos para a freguesia. Recorreu-se a financiamentos com êxito, como o Programa Juntar, apostou-se no apoio à inserção profissional e apoio psicossocial, através do Gabinete de Inserção Profissional do IEFP, reforçou-se a cooperação com o Agrupamento de Escolas de Ílhavo. Fomentou-se as geminações, tendo a geminação de Ílhavo com a Fuseta resultado num livro.

“Ao longo destes dois anos, trabalhámos por uma terra em que as pessoas vivem com dignidade, qualidade e com oportunidades para crescer. Uma terra que respeita o meio ambiente, porque só de uma forma sustentável conseguimos usufruir da nossa magnífica natureza. Uma terra que faz da solidariedade uma prioridade e que está atenta e preparada para agir junto dos mais desfavorecidos. Uma terra que celebra, com alegria a vida, as tradições e a cultura, abrindo portas a tudo de bom o que o futuro e o desenvolvimento possam trazer. Uma terra que aposta na educação e formação das crianças, jovens, adultos e idosos, e em que as diferentes gerações convivem e geram riqueza cultural e afetiva. Uma terra dinâmica na qual os investidores apostam, gerando emprego e produzindo riqueza”, sublinha o autarca.