PT // EN // ES      

COMUNICAÇÕES

OLI cresce 11% e atinge os 54 milhões de euros

OLI cresce 11% e atinge os 54 milhões de euros

Em 2017, a OLI, o maior produtor de autoclismos da Europa do Sul, atingiu um volume de negócios de 54 milhões de euros, que representa um aumento de 11%, face a 2016, e o quarto ano consecutivo do seu crescimento.

Esta progressão foi impulsionada particularmente pelo crescimento das exportações para a Escandinávia (50%) e Alemanha (26%), continuando a Europa a ser o principal mercado da empresa portuguesa.

O desenvolvimento de soluções inovadoras, nomeadamente autoclismos interiores, com tecnologia incorporada, que respondem às exigências da sustentabilidade hídrica e energética, e a criação de uma filial na Alemanha, em 2016, que alavancou a expansão da marca neste país, explicam os bons resultados das exportações escandinavas e germânicas.

Em 2017, a OLI produziu cerca de dois milhões de autoclismo e exportou 80% da produção para 80 países dos cinco continentes.

No mercado nacional, o crescimento foi de 12%, na comparação homóloga, tendo contribuído para esta subida a retoma do setor da construção, nomeadamente da construção nova e da reabilitação.

"A OLI é uma marca em crescimento e continuará a manter esta evolução. Este ano, estimamos crescer globalmente 10%, aumentar a quota de mercado em mercados estratégicos e continuar a colocar a inovação ao serviço da preservação da água, com o objetivo de salvaguardar a vida do planeta", afirma António Oliveira, Presidente da OLI.

Sobre a OLI:
A OLI, o maior produtor de autoclismos da Europa do Sul encontra-se sediada em Aveiro. Exporta 80% da produção para 80 países dos cinco continentes. Em 2017, registou um volume de negócios de 54 milhões de euros. A empresa integra 389 colaboradores em Portugal. A fábrica trabalha ininterruptamente 24 horas por dia, sete dias por semana, e tem uma produção semanal de 43,7 mil autoclismos e 64 mil mecanismos. É a única empresa portuguesa a produzir autoclismos interiores.